quarta-feira, 13 de abril de 2011

REGRESSO DE UMA VIAGEM QUE PODERIA NÃO TER TIDO VOLTA!!!|

Amigas antes de mais quero agradecer todas as visitas que me foram feitas e todos os simpáticos comentários deixados. Quero também pedir desculpas por não ter respondido aos pedidos de receitas que deixaram. Vou tentar encontrá-los e ver se consigo responder. A razão da minha prolongada ausência foi um grave AVC hemorrágico que tive no dia 2 de Novembro de 2010. Como me encontrava nesse dia em Coimbra, estive internada nos HUC durante 3 semanas. Depois fui transferida para o hospital de Aveiro (hospital da área de residência) durante uma semana, enquanto aguardava por vaga na unidade de trabalhos continuados de Anadia para onde fui transferida por mais um mês. As sequelas foram a nível do equilíbrio e coordenação de movimentos que me afectou os membros lado direito e também a fala. O meu estado era grave mas graças ao excelente pessoal (tanto a nível profissional como humano) dos hospitais da Universidade de Coimbra lá consegui ultrapassar essa fase. No entanto ainda de lá saí sem andar e sem mexer a mão directa, portanto dependente para tudo: higiene pessoal, alimentação e deslocação. A minha grande recuperação foi então em Anadia. Serviço ***** estrelas. O pessoal, desde auxiliares, passando por enfermeiros, fisioterapeutas e médicos, são excelentes, maravilhosos!!! Além do excelente trabalho técnico, o lado humano destes profissionais é fora de série. Incentivaram-me para a minha recuperação, deram-me muita força psicológica, ensinaram-me a ser autónoma dentro das minhas limitações, enfim.....não tenho palavras!!! Quando de lá saí, já andava com o auxilio de um tripé, a mão direita já fazia algumas coisitas e como tive terapia da fala, já falava bem. Neste momento continuo em recuperação, tenho fisioterapia todos os dias, desde que saí de Anadia (Janeiro) pelo que já faço quase tudo: ando sem o auxílio de nada (menos sózinha na rua porque ainda tenho alguns desequilibrios), mas acompanhada vou para todo o lado. Faço todas as tarefas de casa, com algum cuidado porque a mão direita ainda não está a 100% (não escrevo, utilizo o computador com a esquerda). Mas há uma coisa que para mim seria impensável alguma vez vir a fazer: FAÇO TRICOT, uma das minhas paixões. Dou muitas graças a Deus por isso, pois não sei como iria enfrentar a minha nova vida sem uma actividade que me ajudasse a passar o tempo. Iria ser muito dificil. Já tenho alguns trabalhinhos para vos mostrar (uns feitos antes e outros já feitos depois do meu problema), pelo que prometo voltar para vos mostrar as novidades. Beijos para todas e até breve.

3 comentários:

Quinha disse...

Oi Isabel!
Pôxa amiga,voce passou uma época terrivel heim?Que bom que agora está tudo bem,saúde é tudo e a gente só nota quando a perde.
Bem-vinda de volta amiga,que Deus te proteja e te dê muita saúde para voce continuar com teus tricozinhos lindos.
Beijinhos da Quinha

Josana disse...

Como sempre fazemos: damos Graças a Deus quando alguém se recupera de um problemas desses.
Muita força pra você e que muitos tomem seu exemplo de esforço e vontade de viver. Sou uma fã dos seus trabalhos muito lindos. Beijos e Deus te acompanhe na recuperação.

Nile disse...

Oi Isabel.
Vamos dar Graças á DEUS pela sua recuperação e que ele todo poderosa te ilumine.
Aguardo o seu retorno.
bjtos.Nile.

 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios